Swap em arquivo

De Eriberto Wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Twitter.png

by (C) João Eriberto Mota Filho <eriberto (a) eriberto pro br>

Artigo criado em: 16 de junho de 2010.

Última atualização: veja o rodapé desta página.

Tiny URL ou bit.ly: http://bit.ly/swap_arquivo



As vantagens do swap em arquivo

A partir do kernel Linux 2.6, o swap em arquivo passou a ter o mesmo desempenho do swap em partição. Com isso, o uso do swap em arquivo nos dá as seguintes vantagens:

  • A redução da quantidade de partições em disco, tornando mais fácil a administração do mesmo.
  • A possibilidade de aumentar ou diminuir, rápida e facilmente, a área de swap.
  • A possibilidade de gerar, de forma simples e on-line, diversas áreas de swap por SO instalado (o kernel 2.6 suporta até 32 áreas).



A implementação

Inicialmente, ao instalar o Debian, no momento do particionamento, não crie partições de swap. Ao finalizar o particionamento, será dito que não há uma partição de swap e será perguntado se você deseja voltar ao menu de particionamento. Responda não e o instalador passará para a próxima etapa.

A seguir, já dentro do Debian instalado, com a ferramenta dd, crie na raiz do sistema um arquivo do tamanho do swap desejado. Sugiro o nome swapfile. Apenas saiba que as partes desse arquivo são criadas dentro da RAM e transferidas para o disco. Então, crie partes inferiores à quantidade de RAM livre. Aconselho trabalhar com blocos de 100 MB. Assim, caso deseje um swap de 500 MB, você precisará de 5 blocos de 100 MB. O comando relativo a isso será:

# dd if=/dev/zero of=/swapfile bs=100M count=5

Depois de criado o arquivo, marque o mesmo como área de swap com o comando:

# mkswap /swapfile

Uma vez rotulado como swap, altere a permissão do arquivo para 600.

# chmod 600 /swapfile

Em seguida, teste o swap com a sequência de comandos:

# free -m | grep Swap
# swapon /swapfile
# free -m | grep Swap

Para fazer com que a área de swap seja habilitada durante o boot do sistema, edite o arquivo /etc/fstab e insira no final do mesmo:

/swapfile       none            swap    sw              0       0
Exclamacao36.png Você poderá ter mais de uma área de swap em arquivos como /swapfile2, /swapfile3 etc.



Comentários, sugestões e controle de acessos

Por favor, deixe os seus comentários e sugestões sobre este artigo no meu Blog Técnico. Para isto, clique aqui.


tiny.cc-swap_arquivo-thumb.jpg

Consulte também o contador abaixo, iniciado em 16 jun. 10.
Twitter: Para novidades sobre artigos, livros e palestras, siga-me em eribertomota.